José Machado Pais
José Machado Pais
Livros Publicados
Sociologia da Vida Quotidiana. Teorias, Métodos e Estudos de Caso

Imprensa de Ciências Sociais, 2009, 4ª edição; edição (1ª edição: 2002; 2ª edição: 2004; 3ª edição: 2007)

Capa do livro Sociologia da Vida Quotidiana. Teorias, Métodos e Estudos de Caso

Edição Brasileira

Este livro desenvolve uma perspectiva metodológica que toma o quotidiano como alavanca do conhecimento. Quais as melhores estratégias para alcançar um tal objectivo? Vida quotidiana e história são irreconciliáveis? De que modo as estruturas sociais se traduzem nos comportamentos quotidianos? Como capturar o sentido oculto dos detalhes da vida social que a sociologia tradicional tende a desprezar? É uma lógica de descoberta que está em jogo e, com ela, um convite à decifração dos enigmas do social.

Disponível na Imprensa de Ciências Sociais


Índice

Introdução 13

Parte I

Teorias e Métodos

 
Capítulo I - Nas rotas do quotidiano 27
Da desrealização à insinuação do real 27
O que se passa no quotidiano? 30
A revelação (construção) do social através do quotidiano 32
Um vadiar sociológico 34
Capítulo II - O sociólogo "ouriço" e os saberes "não alinhados" da sociologia 37
As crenças 37
Os credos 40
As vias do desvio 46
Nos interstícios do ser e do saber 50
Capítulo III - À descoberta dos enigmas do quotidiano 55
O pesquisador viajante 55
Enigmas 60
A ironia dos enigmas 63
O "claro-escuro" dos enigmas 65
Os relatos obscuros da etnografia 68
Indo por partes: os estudos de caso 71
Capítulo IV - Paradigmas sociológicos na análise da vida quotidana 75
O quotidiano como fio condutor de conhecimento sociológico 75
Os "espaços" e as "temporalidades" do quotidiano 88
Principais correntes sociológicas na análise do quotidiano 93
O formismo 94
O interaccionismo 97
O marxismo 100
A fenomenologia 103
Do senso comum à sociologia cognitiva 105
Estruturalistas e fenomenólogos: questões de ponto de vista 112
O quotidiano sob a inevitabilidade de uma microssociologia? 117
Capítulo V - A contextualização sociológica pela via do quotidiano 123
Aspectos definitórios de um contexto social 123
Os contextos dos indivíduos 124
Os contextos sociológicos 125
Como ler um texto? 128
Condutas e representações sociais 131
Normas 132
Condutas 132
Normas de conduta: das "sintaxes prescritas" às transgressões 133
Retalhando a realidade no tempo e no espaço 135
Capítulo VI - Cifrando e decifrando 139
A cifração do social 139
A decifração 142
Metodologias qualitativas 151
Capítulo VII - Fontes documentais em sociologia da vida quotidiana 157
A historicidade do quotidiano 157
O método biográfico: histórias de vida, memórias e biografias 159
Fontes literárias 163
Fontes áudio-visuais 165
Documentar o quotidiano para melhor o (re)inventar 173

Parte II

Estudos de Caso

 
Capítulo I - Reflexões de um sociólogo na solidão do quarto de um Meliá Confort 179
Questionando culturas e identidades, utopias e fatalidades 179
A tentação da televisão 185
Mergulhando na lista telefónica 188
Cuidando da imagem 192
Pertenças identitárias 197
Circunstâncias e fatalidades 203
Capítulo II - "De Espanha nem bon vento nem bom casamento": sobre o enigma sociológico de um provérbio português 209
O enigma do adágio 209
O "mimo" de Portugal 212
O "tipo ideal" da mulher espanhola 214
A amante espanhola do século XIX: reputação, ingratidões e infidelidades 216
Reputação 216
Ingratidões e infidelidades 219
A gabarolice do português 222
O decifrar do enigma 224
Capítulo III - O enigma do "fado" e a identidade luso-afro-brasileira 229
O enigma do fado 229
Umbigadas e devoções musicadas 233
Modinhas e lundus: os tráfegos 236
Mestiçagens barrocas 239
Banzos, banzas, banzé... chulipas, chulos, chulé 241
As raízes ciganas do fado: destinos clandestinos? 244
Os morros da saudade 249
O luso-afro-brasileirismo: uma identidade labiríntica? 251
Referências bibliográficas 259
Valid XHTML 1.0 Transitional Valid CSS!